Cortes do Eu Tava Lá

William Cotô foi um jovem hacker social que em sua cabeça estava lutando pela justiça nas madrugadas da internet, mas analisando essa história friamente, mais de 15 anos depois, a gente vê que nem tudo é só alegria e reforça a importância das mães e pais ficarem atentos se no que seus filhos e filhas andam fazendo na internet… hahahaha

Ouça agora!

A Amanda Ramalho trabalhou por muitos anos no rádio e na TV, já viveu muitas loucuras na frente e atrás das câmeras, com os microfones ligados e desligados… No Eu Tava Lá ela contou alguns desses momentos MAIS LOUCOS, como o dia em que ela se casou com o Catra e também o dia em que um cachorro mordeu a sua cara!!! Nesse corte do Eu Tava Lá, a história em detalhes…

Ouça agora!

O Rafinha Bastos contou no Eu Tava Lá a história do dia em que descobriu que estava sendo “CATFISHADO” por uma (mais de uma na verdade) pessoa(s), sabe-se lá de onde, em algum canto obscuro da internet, na época em que conversar com alguém pelo MIRC ou ICQ era completa novidade na vida de qualquer ser humano…

Ouça agora!

Antes de ser o Nigel roteirista, escritor, comediante e tudo que conhecemos do Nigel hoje, o Nigel já foi o Advogado Nigel! Doutor Nigel! O ADEVOGADO, ou seja lá como preferir chamar. Nesse corte do Eu Tava Lá, algumas pequenas histórias dessa fase maluca da vida passada quando ele andava por aí de terno e sapato social…

Ouça agora!

O Rafinha Martinelli foi palhaço em hospitais e um belo dia conheceu o próprio Patch Adams!! Aquele mesmo do filme Patch Adams – O Amor é Contagioso, que conta a história do médico e da sua metodologia de tratamento dos enfermos. No dia em que encontrou com o ídolo, o Rafinha tinha só uma informação: “Ele não gosta de tirar fotos”…

Ouça agora!

O Esteban Tavares conta nesse corte do Eu Tava Lá a história de uma comemoração de aniversário que tinha tudo pra dar certo, se não fosse pelo pequeno detalhe de os pais da aniversariante aparecerem do nada no amanhecer do dia seguinte, pegando ele em uma situação um tanto quanto desconfortável e o obrigando a fazer um plano de fuga de emergência… 

Ouça agora!